JUROMENHA,
A SENTINELA DO GUADIANA

Uma fortaleza em ruínas, uma varanda para o país vizinho e uma das melhoras vistas para o rio Guadiana

PUBLICADO A 29 DE JUNHO DE 2020 | VIAGEM A 10 DE JUNHO DE 2020

Juromenha é um lugar esquecido às margens do rio Guadiana que remonta aos tempos do nosso primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques. Faz parte da povoação de Nossa Senhora do Loreto que o tempo encarregou-se de substituir pelo nome que está associado à fortaleza.

A Fortaleza de Juromenha teve um impacto brutal na história do nosso país por ser um ponto chave de defesa contra os espanhóis e por isso é que foi apelidada de Sentinela do Guadiana. Apresentando uma forma que obedecia às estruturas militares da sua época com uma planta de modelo poligonal, é ainda composta por duas cinturas de muralhas. Na muralha externa situa-se a sua torre de menagem e no interior do castelo é que decorria o dia-a-dia das pessoas deste modesto povoado.

Juromenha, a sentinela do Guadiana_Num Postal

O interior do castelo entrou em profunda decadência desde o século XVI apesar de ter sido submetido a várias intervenções de recuperação desde essa altura. Ainda assim, é bem visível a Igreja da Misericórdia e a Igreja Matriz tal como os edifícios que formavam o antigo Paços do Conselho, a cadeia e a cisterna que abastecia a sua população.

Ao mesmo tempo, é impressionante a paisagem que encontramos em redor através de alguns trechos da sua muralha! Com Espanha do outro lado do rio e um fim de tarde incrível, é tudo o que precisamos para tirar partida das potencialidades deste lugar. A proximidade com Espanha na outra margem é grande e para já foi a melhor forma de conseguir estar em contacto com outro país…

Juromenha, a sentinela do Guadiana_Num Postal
Juromenha, a sentinela do Guadiana_Num Postal
Juromenha, a sentinela do Guadiana_Num Postal
Juromenha, a sentinela do Guadiana_Num Postal
Juromenha, a sentinela do Guadiana_Num Postal
Juromenha, a sentinela do Guadiana_Num Postal
Em 1920,  o castelo ficou totalmente abandonado e começou o declínio desta povoação que entrou em ruínas até aos dias de hoje. Entretanto a vila prolongou-se para fora das muralhas à volta da Ermida de Santo António que se tornou o núcleo central de Juromenha. No sentido de promover a região, criaram-se também várias casas de turismo rural onde se destacam as Casas de Juromenha que lançam, constantemente, actividades relacionadas com visitas e caminhadas a locais de interesse histórico. Dentro destes percursos, o PR5 é um dos troços para conhecer de perto as planícies alentejanas, sempre com o castelo de Juromenha a olhar por nós.
Juromenha, a sentinela do Guadiana_Num Postal
Juromenha, a sentinela do Guadiana_Num Postal
Juromenha, a sentinela do Guadiana_Num Postal

Assim como eu, são muitos os visitantes atraídos pela fortaleza independentemente das fragilidades que a construção apresenta, nomeadamente os espanhóis que atravessam o rio e vêm passar as tardes a Juromenha. Foram poucas horas para desfrutar destas incríveis paisagens para o Guadiana mas o pouco tempo foi suficiente para explorar um lugar tão pequeno com tanto significado!

Juromenha, a sentinela do Guadiana_Num Postal__

GOSTARAM DESTE ARTIGO? PARTILHEM NAS REDES SOCIAIS

PLANEIA A TUA VIAGEM

Aqui encontras as ferramentas necessárias para ti e ainda podes ajudar-me ao usar estes links 🙂

Para encontrares os melhores voos uso sempre o Skyscanner ou o Momondo.

Reserva já a tua estadia no Hostelworld mas se quiseres mais algum conforto podes ver outras opções no Booking.

Contrata o teu seguro de viagem. Ao optares pela IATI Seguros viajas mais descansado e ainda tens 5% de desconto se usares este link.

Queres viajar e não sabes para onde? Com a Chocolate Box podes arriscar ir num destino que só conheces 48 horas antes do dia da viagem e com o meu código NUMPOSTAL10 tens 10% de desconto!

Autor do projecto Num Postal, arquitecto de profissão, fotógrafo nas horas vagas e apaixonado por viagens. Criei o blog para que não me escape nada das minhas aventuras pelo mundo, para partilhar com os outros e para eu reviver cada uma destas experiências! Depois de viver uma temporada no Brasil, percebi que há todo um universo lá fora para descobrir e desde então nunca mais parei de ir à procura de lugares desconhecidos.

FAZ PARTE DESTE PROJECTO

Deixa um comentário e partilha as tuas dicas

POSTS RELACIONADOS

Estes são alguns dos artigos que também poderás gostar de ler