REDONDO, EM TORNO DE UM CASTELO PECULIAR

Uma porta com nome de vinho, os mestres do barro andam por aí e uma muralha de carácter privativo

PUBLICADO A 22 DE JUNHO DE 2020 | VIAGEM A 10 DE JUNHO DE 2020

Uma hora de almoço tardia tornou-se numa visita inesperada a esta pacata vila do Alentejo. Situada no distrito de Évora, a cerca de 1h30 de Lisboa, parei em Redondo e para que este não fosse apenas um ponto de passagem.

Este cantinho alentejano é um reflexo do que podemos encontrar nesta região com as suas casas brancas de molduras azuis e amarelas e todos os caminhos vão dar ao castelo que se localiza no ponto mais alto da vila. Deste ponto temos uma vista completa de Redondo e das planícies alentejanas que são tão características nesta zona do país.

Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal

Castelo de Redondo

Começou por ser uma fortaleza romana e só mais tarde é que se impôs sobre as ruínas o castelo que hoje conhecemos. Apesar de ser o objecto de maior importância de Redondo, nem é muito perceptível de longas distâncias… O maior destaque é a torre de menagem dado que a maior parte da muralha está tapada pelas casas que se situam à sua volta.

O castelo também é um lugar pequeno com duas entradas que dão acesso à Rua do Castelo. De um lado temos na entrada principal a Porta do Postigo que dá acesso à Praça Dom Dinis que é ponto mais central da vila… Por outro lado temos a Porta da Ravessa nas traseiras do castelo que facilmente se associa à marca de vinhos da Adega Cooperativa de Redondo. No interior temos o que de mais puro temos do Alentejo que são as suas casas caiadas nas quais podemos ter uma experiência de vinhos num antigo celeiro que hoje compreende uma Enoteca ou entrar na Olaria do Sr. João para ver (e comprar) algumas das peças de barro mais interessantes desta região.

A meio da Rua do Castelo passamos pelo largo onde está o antigo Hospital da Santa Casa da Misericórdia. Esta parte da muralha junto à Torre de Menagem é o único ponto público para admirar a paisagem desde o castelo.

Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal
Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal
Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal
Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal
Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal

Olaria Mértola

Ao entrar pelo castelo adentro, ouvi de repente um “entrem, entrem”… Era o Sr. João da Olaria Mértola a convidar todos os visitantes a entrar no seu espaço para observar o seu trabalho. Depois de uns dedos de conversa lá me explicou que toda a vida fez este trabalho, inicialmente pela necessidade de comer e depois pelo gosto que foi transmitido pelo pai. O seu trabalho continua exposto até aos dias de hoje onde também aproveita para fazer algum negócio com as inúmeras peças exibidas.

Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal
Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal

Uma “muralha privada”

Quando falei que a torre de menagem é um ponto público para percorrer a muralha é porque o seu acesso não é muito fácil e chega mesmo a ser pouco convencional… O que se passa é que apenas nas traseiras das várias casas do castelo é que temos acesso à muralha e caso não tivesse entrado na casa do Sr. João não ia passar por esta experiência.

Esta é melhor forma de desfrutar do castelo e da sua envolvente que além das suas planícies alentejanas tem como destaque ao fundo a Igreja e Convento de Santo António. A igreja está fechada mas na parte de trás encontrei, surpreendentemente, o Museu do BarroO museu estava fechado mas pelo que fui vendo na vila, Redondo é muito rica na actividade oleira que remonta ao início do século XVI… São muitos os espaços oleiros na vila e no museu dá para entender como toda esta actividade começou e que impacto teve nesta comunidade. Eu só tive mesmo azar com o dia porque de resto a entrada é livre…

Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal
Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal

Praça Dom Dinis

Depois do castelo ainda voltei a dar uma volta pela vila. Andando de rua em rua até parece que voltamos a estar no mesmo lugar tal é a homogeneidade nas casas que compõem a vila… O único espaço diferente é o largo do edifício da Câmara Municipal de Redondo que difere totalmente com as restantes ruas estreitas desta povoação.

De qualquer forma, o ponto mais central e imagem de marca desta vila acaba por ser a Praça Dom Dinis que com a entrada principal do castelo delicia as vistas dos seus visitantes. . Aqui também se encontra a Igreja Matriz que se destaca pelos seus azulejos setecentista que representam os mistérios de Cristo e Nossa Senhora.

Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal
Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal
Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal

Apesar de estar com o tempo contado, ainda passei pelo Parque Ambiental que além de ser um espaço verde interessante para as famílias, possui algo que é muito importante nos dias de maior calor: sombra, muita sombra! Ao lado está a Olaria do Poço Velho, um dos espaços mais antigos deste tipo onde ainda se trabalha o barro de uma forma muito tradicional e embora não seja um museu nem nada do género, podemos sempre tentar fazer uma visita para entender como funciona esta prática que com o tempo tem vindo a ser extinta.

No fim de contas posso dizer que foi uma visita muito rápida mas deveras compensadora! Estava assim dado o mote para seguir até ao Alqueva com toda a motivação que precisava para começar a aventura nesta região de Portugal!

Redondo, em torno de um castelo peculiar_Num Postal

GOSTARAM DESTE ARTIGO? PARTILHEM NAS REDES SOCIAIS

PLANEIA A TUA VIAGEM

Aqui encontras as ferramentas necessárias para ti e ainda podes ajudar-me ao usar estes links 🙂

Para encontrares os melhores voos uso sempre o Skyscanner ou o Momondo.

Reserva já a tua estadia no Hostelworld mas se quiseres mais algum conforto podes ver outras opções no Booking.

Contrata o teu seguro de viagem. Ao optares pela IATI Seguros viajas mais descansado e ainda tens 5% de desconto se usares este link.

Queres viajar e não sabes para onde? Com a Chocolate Box podes arriscar ir num destino que só conheces 48 horas antes do dia da viagem e com o meu código NUMPOSTAL10 tens 10% de desconto!

Autor do projecto Num Postal, arquitecto de profissão, fotógrafo nas horas vagas e apaixonado por viagens. Criei o blog para que não me escape nada das minhas aventuras pelo mundo, para partilhar com os outros e para eu reviver cada uma destas experiências! Depois de viver uma temporada no Brasil, percebi que há todo um universo lá fora para descobrir e desde então nunca mais parei de ir à procura de lugares desconhecidos.

FAZ PARTE DESTE PROJECTO

Deixa um comentário e partilha as tuas dicas

POSTS RELACIONADOS

Estes são alguns dos artigos que também poderás gostar de ler