TRAKAI,
AS PAISAGENS APAIXONANTES

A fuga perfeita para escapar da capital, paisagens que surpreendem às margens do lago e um castelo de tijolo que é o principal cartão de visita

PUBLICADO A 18 DE MAIO DE 2020 | VIAGEM A 7 DE SETEMBRO DE 2019

Depois de passar tanto tempo entre cidades, não havia melhor lugar para respirar que a pequena cidade de Trakai que é acolhida pelo único parque nacional histórico da Europa, onde a densa vegetação e o lago envolvente servem como plano de fundo no horizonte.

Na cidade que já foi a capital do país (mais uma…) a principal referência é o castelo que todos os anos recebe milhares de turistas. O azul do mar e o verde das árvores tomam conta da paisagem e foi isso que nos fez querer visitar este lugar incrível. Aqui todas as actividades estão relacionadas com o lago, entre as quais os passeios de barco que ao mesmo tempo mostram outra perspectiva deste paraíso.

Se estivermos em Vilnius (como era o caso), não é difícil chegar a Trakai. Há muitos autocarros disponíveis mas nós preferimos o conforto do comboio que em cerca de 30 minutos faz o trajecto até à cidade e as passagens não são muito caras.

Lukos (Bernardinų) ežeras

(Lago Bernardine)

Assim que saímos do comboio, a primeira coisa que vemos é o início do lago. A partir daqui são quase três quilómetros a pé até ao castelo e no meio de toda aquela natureza nem demos pela distância. Tinhamos a opção de ir junto ao lago mas queríamos ver se a cidade tinha mais algo para oferecer e então fomos pela avenida principal.

Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal

Igreja de Nossa Senhora do Nascimento

Uma das primeiras construções que chamaram a atenção foi mais uma igreja ortodoxa (incrível como há sempre uma em cada cidade por mais pequena que seja), um espaço muito simples e nem parece que foi construído para o efeito. Apesar de estarmos numa cidade muito pequena, a comunidade ortodoxa sempre teve um impacto importante neste lugar.

Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal

Em seguida, continuarmos pela avenida principal com muitas casas rústicas de um ou dois pisos, com telhados de duas águas, construídas em madeira e pintadas com cores variadas que iam dando vida às ruas abandonadas. É que nem a placa “I <3 Trakai” é capaz de mover mais pessoas a descobrir o interior desta vila pitoresca…

Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal

Igreja de Santa Maria

A outra igreja da cidade é a de Santa Maria. De origem católica, foi construída em estilo gótico e alterada com algumas influências do período barroco.

Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal

Ali perto encontramos um local para comer e de seguida seguimos para as margens do lago por já estarmos um pouco entediados com a vida monótona desta povoação. Notamos logo uma diferença abismal… Havia muito gente a passear, a pescar, a descansar ou à espera que alguém quisesse andar de barco. Tornou-se um percurso muito mais agradável!

Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal

Šv. Jonas Nepomukas koplytstulpis

(Coluna da Capela de St. John Nepomuk)

Entretanto fizemos um pequeno desvio para a praça principal da cidade que é aquele troço de relvado com a coluna da capela de St. John Nepomuk. É isto…

Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal

Prosseguimos o nosso caminho junto ao lago e o fluxo de pessoas ia aumentando como sinal que nos estávamos a aproximar do nosso objectivo final. Começavamos a ver bares e restaurantes, lojas de produtos locais e várias empresas que ofereciam serviços de passeios à volta das ilhas de Trakai por apenas 5€ num percurso de meia-hora.

Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal

Castelo da ilha de Trakai

À medida que avançávamos pelas duas pontes em direcção ao castelo, os fluxos aumentavam e havia dois motivos para isso. Em primeiro lugar era sábado e nestes dias da semana são os piores para visitar a região e qualquer lugar que atraia turistas. Por outro lado, também ia decorrer um jogo de futebol entre as selecções da Lituânia e Ucrânia e então foram muitos os ucranianos que aproveitaram a proximidade de Vilnius para visitar este lugar.

Quanto ao edifício do castelo, teve uma grande importância estratégica nesta região mas rapidamente caiu em desuso até aos dias hoje, abrigando posteriormente um museu que conta toda a sua história. No entanto, não achamos que valesse a pena a sua visita porque para além dos 8€ de entrada ainda tinhamos de pagar uma taxa extra para tirar fotografias e nós estávamos mais fascinados por toda a relação do castelo com a paisagem envolvente. Ainda assim, já foi bom conseguirmos entrar pela porta principal para admirarmos o pátio interior.

Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal

Panorâmica do Castelo

Ao voltarmos pela ponte temos todo um leque de opções de mercados para comprar uma lembrança da cidade e ainda mais é possível termos uma vista panorâmica para o castelo num deck de madeira que é a delicia dos turistas que lá passam.

Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal

Por fim, o dia começava a cair e nós estávamos a voltar à estação de comboios acompanhados pelas cores incríveis que Trakai traçava na paisagem. Enquanto abandonávamos a região ia começando a bater uma saudade antecipada de um lugar que será difícil de esquecer.

VIda de um Blog(ger)_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal
Kaunas, a activista cultural_Num Postal

Em resumo, este foi sem dúvida o lugar que mais gostei de toda a viagem pelos Bálticos! Não foi preciso muito tempo para aproveitarmos o melhor deste lugar e mesmo num dia de fim-de-semana é possível fugir às grandes multidões para descansar. De manhã ainda demos uma volta por Vilnius e almoçamos por lá, tendo apanhado depois o comboio para Trakai e conseguimos ver tudo antes do sol se pôr.

A próxima paragem era em Vársóvia e por isso tinhamos de regressar a Vilnius para pegar a nossa bagagem e prepararmo-nos para uma viagem nocturna de 8h30 em mais um dos incríveis autocarros da Lux Express.

De Trakai só tenho boas recordações. Foi a melhor coisa que podia ter acontecido para fugirmos às dinâmicas de cidade e assim estarmos mais perto da natureza de uma forma tão sublime que excedeu todas as expectativas.

Trakai, as paisagens apaixonastes_Num Postal

GOSTARAM DESTE ARTIGO? PARTILHEM NAS REDES SOCIAIS

PLANEIA A TUA VIAGEM

Aqui encontras as ferramentas necessárias para ti e ainda podes ajudar-me ao usar estes links 🙂

Para encontrares os melhores voos uso sempre o Skyscanner ou o Momondo.

Reserva já a tua estadia no Hostelworld mas se quiseres mais algum conforto podes ver outras opções no Booking.

Contrata o teu seguro de viagem. Ao optares pela IATI Seguros viajas mais descansado e ainda tens 5% de desconto se usares este link.

Queres viajar e não sabes para onde? Com a Chocolate Box podes arriscar ir num destino que só conheces 48 horas antes do dia da viagem e com o meu código NUMPOSTAL10 tens 10% de desconto!

Autor do projecto Num Postal, arquitecto de profissão, fotógrafo nas horas vagas e apaixonado por viagens. Criei o blog para que não me escape nada das minhas aventuras pelo mundo, para partilhar com os outros e para eu reviver cada uma destas experiências! Depois de viver uma temporada no Brasil, percebi que há todo um universo lá fora para descobrir e desde então nunca mais parei de ir à procura de lugares desconhecidos.

FAZ PARTE DESTE PROJECTO

Deixa um comentário e partilha as tuas dicas

POSTS RELACIONADOS

Estes são alguns dos artigos que também poderás gostar de ler