1ª ETAPA DO TRILHO DOS PESCADORES, DE SINES A PORTO COVO 

O nevoeiro que anunciou a minha chegada, uma das praias mais bonitas da Costa Vicentina e um pôr-do-sol difícil de esquecer

PUBLICADO A 2 DE OUTUBRO DE 2020 | VIAGEM A 28 DE AGOSTO DE 2020

Começou finalmente a aventura!! Depois de estar um dia em Sines a visitar a vila e a preparar-me para a grande caminhada, era altura de dar ao pé com o objectivo de chegar a Sagres. Mas calma, neste primeiro dia só ia até Porto Covo… Tive muita sorte com o tempo e por isso nem precisei de acordar tão cedo como tinha pensado. Estava mesmo um dia incrível para caminhar, sem sol nenhum e com um ventinho saboroso a bater na cara.

De qualquer forma, isto foi só o início… A primeira etapa do Trilho dos Pescadores da Rota Vicentina começa na praia de São Torpes, no início do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina só que eu estava em Sines e como tinha de ir lá ter de alguma forma, iniciei o percurso uns 7 quilómetros mais cedo. Assim sendo, fiz uma primeira parte desta etapa por estrada e depois entrei na parte boa do caminho onde só vemos areia, areia e mais areia (e mar, claro…).

Na segunda parte do percurso começou a aparecer o sol mas só até antes de chegar a Porto Covo. Nesta vila apareceu um nevoeiro para anunciar a minha chegada (qual D. Sebastião qual quê…). Não se via nada e até foi bom, não me posso queixar. Deu para aguentar melhor o caminho e no final fiz um total de 17km que passaram num instante.

1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal

Porto Covo

Quem não se lembra da famosa Ilha do Pessegueiro cantada por Rui Veloso? Ainda me lembro das primeiras vezes que ouvi falar da vila nesta música mas só agora é que tive oportunidade de a conhecer. Porto Covo é uma das vilas piscatórias mais interessantes da Costa Vicentina. É tão estimulante que a certa altura as ruas enchem-se de uma maneira que é impossível circularmos.

De resto, é uma vila pacata, com as suas casas brancas tipicamente alentejanas, não está longe de Lisboa e assim torna-se um destino muito apetecível para umas boas férias! O que mais gostei em Porto Covo foi sem dúvida a proximidade com as praias. É um lugar com muita variedade onde destaco a Praia dos Buizinhos (umas das mais próximas do centro), a Praia Grande de Porto Covo, a Praia da Samoqueira e há tanta opção de escolha que é possível fazer naturismo na Praia do Salto.

A vila em si é interessante mas é literalmente para “inglês ver”, ou seja, é preferível passar tempo com o pé na areia a apanhar sol. No entanto, quem vai ao centro histórico tem sempre de passar na Rua Vasco da Gama e no Largo do Marquês de Pombal. A primeira é um dos espaços mais turísticos com muitos restaurantes e comércio local para todos os gostos. O largo é uma continuação da Rua Vasco da Gama, onde também está instalada a Igreja de Nossa Senhora da Soledade.

1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal

Praia da Samoqueira (e Praia Grande)

A diversidade que existe num espaço tão pequeno é incrível mas foi a Praia da Samoqueira e a Praia Grande que me chamaram mais atenção. A Praia Grande está localizada à entrada de Porto Covo e como nome indica, é mesmo grande! Não falta espaço para ninguém e só tive pena de não ter tido tempo de desfrutar desta praia.

Tudo isto aconteceu porque preferi voltar à Praia da Samoqueira. Passei aqui de manhã só que o nevoeiro matinal não me deixou ter qualquer percepção desta praia… Para muitos, é mais bonita de Porto Covo e por isso tinha de a ver com os meus próprios olhos. As suas grandes rochas escarpadas dão-lhe um cenário místico com vistas ainda mais encantadoras difíceis de igualar. Estava convencido e então decidi ficar a aproveitar as últimas horas de sol.

1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal

Uma das grandes vantagens destas vilas junto à costa, é claramente a vista privilegiada para o pôr-do-sol. Foi no Miradouro Porto Covo, uma estrutura de madeira instalada na falésia para aproveitar os fins de tarde, que vi um dos sunsets que mais me impressionou durante o meu caminho pela Costa Vicentina.

O fim do dia dá início a uma noite caótica que fica muito mais agradável pela animação de rua constante que dá outro ânimo à hora de jantar. São músicos e outros artistas de rua que animam as ruas de Porto Covo e muitas vezes só lá vão no Verão porque é ali que está a sua fonte de rendimento.

1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal
A 1ª etapa estava concluída e restava-me terminar o dia para me preparar para o que ainda estava para vir! Porto Covo foi uma óptima primeira paragem e não podia estar mais satisfeito. Apesar de ter sido muitas vezes asfixiado pela multidão, é um dos melhores lugares para largar o carro e percorrer a pé as incríveis praias. Nunca irão faltar razões para visitar esta pequena povoação.
1ª Etapa do Trilho dos Pescadores, de Sines a Porto Covo_Num Postal

GOSTARAM DESTE ARTIGO? PARTILHEM NAS REDES SOCIAIS

PLANEIA A TUA VIAGEM

Aqui encontras as ferramentas necessárias para ti e ainda podes ajudar-me ao usar estes links 🙂

Para encontrares os melhores voos uso sempre o Skyscanner ou o Momondo.

Reserva já a tua estadia no Hostelworld mas se quiseres mais algum conforto podes ver outras opções no Booking.

Contrata o teu seguro de viagem. Ao optares pela IATI Seguros viajas mais descansado e ainda tens 5% de desconto se usares este link.

Queres viajar e não sabes para onde? Com a Chocolate Box podes arriscar ir num destino que só conheces 48 horas antes do dia da viagem e com o meu código NUMPOSTAL10 tens 10% de desconto!

Autor do projecto Num Postal, arquitecto de profissão, fotógrafo nas horas vagas e apaixonado por viagens. Criei o blog para que não me escape nada das minhas aventuras pelo mundo, para partilhar com os outros e para eu reviver cada uma destas experiências! Depois de viver uma temporada no Brasil, percebi que há todo um universo lá fora para descobrir e desde então nunca mais parei de ir à procura de lugares desconhecidos.

FAZ PARTE DESTE PROJECTO

Deixa um comentário e partilha as tuas dicas

POSTS RELACIONADOS

Estes são alguns dos artigos que também poderás gostar de ler