FORTALEZA, A PRIMEIRA SAÍDA PARA A EUROPA

A guerreira de Iracema, uma ponte abandonada como um dos lugares de eleição e o maior mercado de artesanato do país

PUBLICADO A 21 DE FEVEREIRO DE 2020 | VIAGEM DE 8 A 9 DE SETEMBRO DE 2017

Esta foi a última paragem da minha passagem pelo Nordeste. Fortaleza, é uma das maiores cidades brasileiras e aquela que está mais próxima da Europa. Talvez por isso, seja um dos principais lugares de imigração no Brasil e onde muitos visitantes vem passar as suas férias neste país.

A capital do Ceará é um lugar onde nasceram grandes nomes da cultura brasileira. Apesar de ter locais próprios para as artes e espectáculos prontos a serem visitados, o principal foco do turismo são as praias que atraem visitantes de todo o mundo. Assim como noutras capitais de estado, as melhores estâncias balneares estão nos arredores de Fortaleza e aqui são muitos os que preferem ficar uma semana num resort a andar no centro da cidade. Aqui também se encontra o início da maior estrada brasileira, a BR-116, atravessando

Fiquei apenas dois dias na cidade e, desse modo, apostei num roteiro mais tranquilo porque sabia que tinha pouco tempo. Voltei a fazer Couchsurfing para passar a noite e não foi fácil encontrar alguém por estes lados… Só durante a minha viagem pelo Nordeste é que conheci o Piettro que se disponibilizou para me ajudar nestes dias. O meu autocarro chegou ao terminal rodoviário de Fortaleza após uma viagem de cerca de nove horas desde Natal e daí encontrei-me com o meu host em sua casa para depois fazermos um roteiro que em conjunto tinhamos preparado.

Dia 1, O lado cultural da cidade:

No primeiro dia íamos circular apenas pelo centro da cidade. Apesar de estar um calor que se faz sentir todo o ano, é possível fazer o percurso a pé. Por outro lado, o sistema de transportes é óptimo e tanto os autocarros como o uber são alternativas muito válidas

Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal

Praça do Ferreira

Desde o bairro Cidade 2000 (onde estava alojado) até à Justiça Federal demoramos mais de trinta minutos para fazer seis quilómetros. É claro que o trânsito matinal nunca ajuda…

Fomos pelas rua estreitas até à Praça do Ferreira, conhecida como o coração da cidade e que pretende homenagear o antigo prefeito Boticário Ferreira. Após algumas intervenções, o antigo areal foi preenchido por um largo com vários estabelecimentos comerciais que tornam este lugar um dos mais movimentado da cidade.

Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal

Museu do Ceará

Em seguida, fomos até ao Museu do Ceará, no antigo Palácio do Senador Alencar. O espaço possui uma das mais importantes colecções que contam a história do Ceará através de objetos paleontológicos, arqueológicos e peças de mobiliário que realçam os principais aspectos culturais, económicos e sociais do estado que fazem parte de um passado que influencia os dias de hoje. O museu tornou-se uma referência no Ceará com visitas constantes de escolas e ainda realiza actividades nas áreas da museologia e da história.

Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal

Theatro José de Alencar

Se havia coisa que estava a gostar nesta cidade era que as ruas estreitas saíam para largos muito amplos e com edifícios tão baixos que era possível olhar para o céu sem fazer muito esforço. Era o que acontecia na Praça José de Alencar. Aqui todas as sombras são aproveitadas para se instalar as bancas dos produtos que fazem parte de uma feira que decorre diariamente naquele local.

Uma das referências da praça é o Theatro José de Alencar que notabilizou-se pela sua componente artística e arquitectónica. A sua imagem que torna este um dos locais mais apreciados pelos turistas é a sua fachada interior, uma estrutura metálica art nouveau com vitrais. Nesta altura, o teatro estava fechado para obras e por isso tive de me contentar com a vista de fora.

Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal

Catedral Metropolitana de Fortaleza

A igreja matriz de Fortaleza é relativamente recente, tendo ficado terminada por volta de 1978. O exterior meio sujo contrasta com um interior muito bem tratado, todo em branco para realçar as cores dos vitrais que preenchem as janelas da catedral. Localiza-se na Praça Pedro II, antiga Praça da Sé, num meio em que se envolve por todo o tipo de estabelecimentos comerciais que possam imaginar.

Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal

Praça dos Mártires

Um dos lugares que mais gostei da cidade foi a Praça dos Mártires, conhecida também como Passeio Público. Aqui é possível achar sombra para fugir do calor do sol e uma tranquilidade que não existe em muitos lugares da cidade. Esta é a praça mais antiga de Fortaleza localiza-se junto à Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção e ao mesmo tempo privilegia da sua vista para o mar.

Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal

Mercado Central de Fortaleza

Seguimos para o lado oposto ao forte onde se encontra um dos ambientes mais caóticos da cidade, o Mercado Central de Fortaleza. Este é o maior mercado de artesanato do Brasil e para além dos produtos cearenses também comercializa carnes, peixe, fruta e possui alguns restaurantes. No entanto, o que mais impressiona é a sua estrutura metálica e os longos corredores que atravessam o pátio interior do edifício para facilitar o acesso entre pisos.

Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal

Centro Dragão do Mar e da Cultura

Depois de almoço continuamos o nosso percurso que nos levou a este espaço cultural, um dos maiores do país, dedicado à arte e cultura com vários espaços como museus, um planetário, um teatro, salas de cinema, um anfiteatro, uma biblioteca, um auditório, diversas galerias para exposições e a Praça Verde para grandes espectáculos ao ar livre. É um dos principais dinamizadores de actividades na cidade e uma das imagens de marca é a sua ponte com a estrutura metálica encarnada e a cobertura do planetário.

Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal

Ponte dos Ingleses

Já estávamos em Iracema, um dos bairros com as melhores praias do centro e daí fomos até à Ponte dos Ingleses. O projecto da ponte tinha como objectivo melhorar as estruturas portuárias de Fortaleza mas ao invés disso é um espaço que nunca teve utilização e rapidamente foi dado ao abandono. No entanto, a maioria dos seus visitantes torna este lugar como um ponto obrigatório para ter uma outra perspectiva da baía de Iracema.

Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal

Praia de Iracema

Continuamos pelo calçadão da Praia de Iracema que está sempre pronto a receber caminhadas ou corridas e ainda possui um número considerado de bares e restaurantes que suportam aquele lugar. As águas do mar não são as mais aconselhadas para mergulhar mas isso nunca foi impeditivo para quem lá vai.

Além disso, as praias estão intervaladas com espigões para conter o avanço do mar. Actualmente, funcionam mais como pontões para apreciar a vista das praias onde se destaca o Espigão Rui Barbosa.

Um dos maiores símbolos de Fortaleza também se encontra nesta área da cidade: a Estátua de Iracema Guardiã. Visitada pelos mais curiosos, a estátua comemora os 25 anos do bairro e o centenário da obra do escritor José Alencar. A figura representa uma guerreira em posição de defesa como uma forma de proteger a costa dos estranhos que atracavam na cidade.

Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal
Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal

Ficamos o resto da tarde pela praia a aproveitar o sol e a beber caipirinhas (que são muito baratas comparadas com as de São Paulo), mais propriamente na Praia de Meireles que fica logo depois de Iracema e está muito bem fornecida de equipamentos de apoio. As praias do Norte são uma grande escolha para apanhar o pôr-do-sol embora não o tenhamos feito porque entretanto tinhamos outros planos que passavam por ficar em casa e eu ainda tinha coisas para organizar para o último dia no Nordeste.

Dia 2, Último dia no Nordeste:

O último dia em Fortaleza coincidia também com os últimos minutos a Norte do Brasil. Como ainda tinha um avião para apanhar ao fim do dia, decidi que não queria sair muito do centro para depois também não perder muito tempo quando estivesse a voltar. Assim sendo, o centro já estava mais que visto e ainda havia mais uma praia na cidade onde gostava de ir.

Praia do Futuro

Na zona Este da cidade localiza-se a Praia do Futuro num bairro com o mesmo nome. A praia é das mais apreciadas de Fortaleza por ser muito limpa e estar num ambiente muito mais tranquilo, longe da agitação da cidade. O bairro onde se insere é uma das zonas mais recentes da cidade onde existem muitas casas que são usadas apenas em período de férias. A praia tem oito quilómetros de extensão e possui inúmeros bares e restaurantes feitos normalmente em palha. Estava um dia incrível, de maneira que passei aqui a manhã toda e uma parte da tarde.

Rumo a Minas Gerais

O meu tempo no Nordeste estava a acabar e por isso tive de voltar a casa, pegar na mochila e seguir para a paragem mais próxima. A hora de ponta pode ser frustrante nestas cidades e em função disso demorei 1h30 para chegar ao aeroporto. O que me motivava é que ainda me restavam mais duas paragens no Brasil antes de voltar a casa. O meu avião ia para Belo Horizonte (com escala em São Paulo) onde depois ia passar dois dias a Ouro Preto.

Para trás, ficava uma cidade mais dada às praias do que ao turismo… Diria que a melhor opção seria passar um dia ou uma tarde no centro e depois apanhar um carro até às praias mais conhecidas da região como a Praia Porto das Dunas, as praias de Canoa Quebrada ou a Praia de Morro Branco. Por outro lado, existem vários resorts perto de Fortaleza com programas para uma semana nas Praias de Cumbuco ou mais a Norte na Vila de Jericoacoara com algumas das praias mais paradisíacas do Brasil.

Embora não tenha abordado muito este assunto, Fortaleza é umas das cidades mais perigosas do Brasil. Eu não senti muito isso porque estive pouco tempo para me aperceber de alguma coisa mas esta é também uma das razões que levam muita gente a sair da cidade em direcção às perferias muito mais tranquilas.

Por fim, o Nordeste deu-me muitas coisas boas e embora saiba que me tenha faltado tempo sei que era impossível chegar a todo o lado… Tal como aconteceu em Fortaleza, a minha ideia inicial quando pensei nesta viagem pelo litoral nordestino era divertir-me e extrair o máximo de aprendizagens com as pessoas locais para que um dia possa voltar ao Brasil e sentir-me uma parte integrante de cada uma destas comunidades.

Fortaleza, a primeira saída para a Europa_Num Postal

GOSTASTE DESTE ARTIGO? PARTILHA NAS REDES SOCIAIS

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

PLANEIA A TUA VIAGEM

Aqui encontras as ferramentas necessárias para ti e ainda podes ajudar-me ao usar estes links 🙂

Para encontrares os melhores voos uso sempre o Skyscanner ou o Momondo.

Reserva já a tua estadia no Hostelworld mas se quiseres mais algum conforto podes ver outras opções no Booking.

Contrata o teu seguro de viagem. Ao optares pela IATI Seguros viajas mais descansado e ainda tens 5% de desconto se usares este link.

Queres viajar e não sabes para onde? Com a Chocolate Box podes arriscar ir num destino que só conheces 48 horas antes do dia da viagem e com o meu código NUMPOSTAL10 tens 10% de desconto!

Autor do projecto Num Postal, arquitecto de profissão, fotógrafo nas horas vagas e apaixonado por viagens. Criei o blog para que não me escape nada das minhas aventuras pelo mundo, para partilhar com os outros e para eu reviver cada uma destas experiências! Depois de viver uma temporada no Brasil, percebi que há todo um universo lá fora para descobrir e desde então nunca mais parei de ir à procura de lugares desconhecidos.

FAZ PARTE DESTE PROJECTO

Deixa um comentário e partilha as tuas dicas

POSTS RELACIONADOS

Estes são alguns dos artigos que também poderás gostar de ler